domingo, 18 de maio de 2008

E NADA VEM



UMA MULHER AO LONGE
PARECE CEGA DE SEDE
PARECE SECA DE TANTA PRECE
QUE NÃO VEM.
SE PODE VER O CHORO DA MULHER:
LHE UMIDECE A FACE E LHE FAZ PARAR,
CAIR SENTADA
A ESPERA DO TEMPO COM OS PÉS
DESCALÇOS
E O TEMPO NÃO VEM.
ESSA MULHER QUE TEM A FORÇA
QUE A RAIVA ALIMENTA
ESSA SEDE QUE SÓ AUMENTA
E LHE FAZ CAIR NO CHÃO.
QUASE NÃO TEM MULHER NESSA
MULHER
AGORA É QUASE SÓ A RAIVA,
MAS A SEDE É TAMANHA QUE
NEM MAIS A RAIVA VEM.

3 comentários:

Nelly disse...

É, a vaidade da nossa futura velha idade diante do mundo que tanto fala sem nada dizer e que nos esmaga a cada momento com sua morna e sádica realidade.
Só um artista para dar significado ao que todos sabem sem realmente conhecer.
Escreva sempre, mais e mais!

Liliane disse...

se não é a parte palavras bonitas da família :)

Camila Barbalho disse...

QUE LINDO.


Sério.

Lembrei a nossa música nova (sim, aquela que soou meio lésbica da minha parte), e a foto da velhinha me lembrou a tua música da "idade cansada demais".

Beijo, orgulho da jlv11!